» Utilidades

Matemática e Geometria



A matemática está presente na vida de todas as pessoas, em situações em que é preciso, por exemplo, quantificar, calcular, localizar um objeto no espaço, ler gráficos e mapas, fazer previsões. Faz parte da vida também como criação humana, ao mostrar que ela tem sido desenvolvida para dar respostas às necessidades e às preocupações de diferentes culturas, em diferentes momentos históricos.

A matemática, reconhecida geralmente como ciência da quantidade e do espaço, concepção essa que tem uma base histórica uma vez que, na sua origem, ela está ligada a necessidades de contar, calcular, medir, organizar o espaço e as formas, hoje comporta um vasto campo de teorias, modelos e procedimentos de análise, metodologias próprias de pesquisa, formas de coletar e interpretar dados, não apenas quantitativos e espaciais; apresenta-se como ciência aberta, em constante expansão.

As características mais freqüentemente atribuídas à matemática são as de ciência exata e dedutiva; também é forte o destaque dado à sua natureza lógica, ao seu caráter de linguagem, e à busca de padrões e de relações.

Outro aspecto característico está ligado ao fato de que o progresso matemático não se constitui apenas pela acumulação das descobertas, nem pela ampliação das teorias, nem pela dedução pura e simples ao longo de um ou mais troncos hipotético-dedutivos. Ele se dá, principalmente, por impulsos de reestruturação geral da própria teoria.

Será preocupação no ensino da matemática comunicar o processo através do qual produziu determinados resultados, buscando situações familiares que dêem sentido aos mesmos. Assim, o movimento inicial é o de contextualizar o conhecimento para que ele seja compreensível pelos alunos. Por um processo de análise, conduzido pelo professor, o aluno vai percebendo que o conhecimento produzido pode ser aplicado a muitas situações; progressivamente o aluno vai transformando suas respostas, conclusões e conhecimentos, em saber matemático com caráter universal. Espera-se que o conhecimento aprendido não fique indissoluvelmente vinculado a um contexto concreto e único, mas que possa ser generalizado, transferido a outros contextos.

O conhecimento das características próprias e da evolução histórica dos conceitos matemáticos devem constituir parte fundamental da preocupação do curso no ensino médio. Outro objetivo será o de fazer com que os alunos compreendam que a matemática não trata de verdades eternas, infalíveis e imutáveis, mas sim que é uma ciência dinâmica, sempre aberta à incorporação de novos conhecimentos.

O curso de matemática procura dar ênfase tanto ao valor formativo da matemática quanto ao seu caráter instrumental e científico, na intenção de contribuir para estruturar o pensamento e o raciocínio dedutivo, instrumentar para a vida cotidiana, desenvolver a capacidade de resolver problemas, gerar hábitos de investigação e desenvolver, de modo mais amplo, as capacidades de abstração, investigação e análise.

Para que esse desenvolvimento ocorra de maneira eficaz, é importante enfatizar a visão de conjunto da disciplina, apresentando suas diferentes partes integradas num todo, bem articuladas com as outras áreas de estudo, tais como física, química e biologia.

Nesse espírito, o curso de matemática é organizado de maneira a não exigir memorização precoce e cálculos formais desvinculadas da necessidade.

O desenvolvimento do trabalho na escola se dá em dois campos – Matemática (álgebra, estatística ...) e Geometria – que caracterizam duas frentes de trabalho, que mantêm entre si uma relação de dependência e complementaridade.

A disciplina terá como objetivos:

·   desenvolver a capacidade de analisar, relacionar, comparar, classificar, ordenar, sintetizar, abstrair, generalizar e criar;

·   desenvolver hábitos de estudo, de rigor e precisão, de ordem e clareza, de concisão, de perseverança na obtenção de soluções para os problemas abordados e de crítica e discussão de resultados obtidos;

·   adquirir habilidades específicas para medir e comparar medidas, calcular, construir e consultar tabelas, traçar e interpretar gráficos, utilizar e interpretar corretamente a simbologia e a terminologia matemática;

·   adquirir informações e conhecimentos não só sobre os diversos tipos de conceitos e métodos utilizados na matemática, bem como dar significado a essas informações;

·   entender a matemática como modelo - ferramenta - que auxilia na resolução de novos problemas, inclusive relacionada com as demais ciências;

·   ser capaz de, a partir de uma situação problema, transferir os diversos conceitos trabalhados na tentativa de solucionar tal situação, e poder confrontar e analisar as diversas soluções e interpretar o erro.


Comentar

Seu Nome:
Seu E-mail:
Comentário:
   
 

Comentários

09/06/2010 - FLAVIO PEREIRA - flavio.cortez@ig.com.br
Gostei do site.

Sou prof universitario e estou sempre à procura de novos achados e conteudos analogos à matematica, fisica, quimica, biologia, etc, para expor em sala de aula.

até mais.





» Saiba mais

Teste de Carbono 14

Aplicabilidades do Logaritmo

Estatística

As regras do Matematiquês

Equações, inequações e equações diferenciais

Matrizes

Trigonometria

Razões e proporções

Números positivos e números negativos

É possível consumir sem ter dinheiro?



Copyright © 2003/2010 Todos os direitos reservados - amintas@matematiques.com.br

Desenvolvido por Ronnan del Rey