» História

A História do Pi



Os egípcios sabiam trabalhar muito bem com razões. Descobriram logo que a razão entre o comprimento de uma circunferência e o seu diâmetro é a mesma para qualquer circunferência, e o seu valor é um número "um pouquinho maior que 3".

É essa razão que hoje chamamos pi.

Considerando c o comprimento de uma circunferência e d o diâmetro, temos:

c/d = pi

c = pi . d

O cálculo do valor exato de pi ocupou os matemáticos por muitos séculos.

Para chegar ao valor de pi expresso por 3 1/6, que é aproximadamente 3,16, os egípcios há 3 500 anos partiram de um quadrado inscrito em uma circunferência, cujo lado media 9 unidades. Dobraram os lados do quadrado para obter um polígono de 8 lados e calcularam a razão entre os perímetros dos octógonos inscrito e circunscrito e o diâmetro da circunferência.

Os egípcios conseguiram uma aproximação melhor que a dos babilônios, para os quais "o comprimento de qualquer circunferência era o triplo de seu diâmetro", o que indicava o valor 3 para pi.

Por volta do século III a.C., Arquimedes - o mais famoso matemático da Antiguidade, que viveu e morreu em Siracusa, na Grécia - também procurou calcular a razão entre o comprimento de uma circunferência e o seu diâmetro.

Começando com um hexágono regular, Arquimedes calculou os perímetros dos polígonos obtidos dobrando sucessivamente o número de lados até chegar a um polígono de 96 lados.

Calculando o perímetro desse polígono de 96 lados, conseguiu para pi um valor entre 3 10/71 e 3 10/70. Ou seja, para Arquimedes pi era um número entre 3,1408 e 3,1428.

Com um polígono de 720 lados inscrito numa circunferência de 60 unidades de raio, Ptolomeu, que viveu em Alexandria, no Egito, por volta do século III d.C., conseguiu calcular o valor de pi como sendo 377/120, que é aproximadamente igual a 3,1416, uma aproximação ainda melhor que a de Arquimedes.

O fascínio pelo cálculo do valor exato de pi também tomou conta dos chineses. No século III d.C., Liu Hui, um copiador de livros, conseguiu obter o valor 3,14159 com um polígono de 3 072 lados.

Mas no fim do século V, o matemático Tsu Ch'ung-chih foi mais longe ainda: encontrou como valor de pi um número entre 3,1415926 e 3,1415927.

Nesta época, o grande matemático hindu Aryabhata deixou registrada esta afirmação num pequeno livro escrito em versos:

"Some-se 4 a 100, multiplique-se por 8 e some-se 62 000. O resultado é aproximadamente uma circunferência de diâmetro 20 000".

Se você recordar que o comprimento de uma circunferência é dado por c = pi . d, fica fácil entender que a solução da equação de Aryabhata:

(4 + 100) . 8 + 62 000 = pi . 20 000

104 . 8 + 62 000 = pi . 20 000

832 + 62 000 = pi . 20 000

62 832 = pi . 20 000

62 832/20 000 = pi

indica como valor de pi 3,1416.

62 832/ 20 000= 3,1416

Quanto maior o número de casas decimais, melhor é a aproximação que se obtém para pi.

Até o século XV, o melhor valor para pi havia sido encontrado pelo matemático árabe al-Kashi: 3,1415926534897932.

Mas o cálculo mais impressionante foi efetuado pelo matemático holândes Ludolph van Ceulen (1540-1610) no final do século XVI.

Começando com um polígono de 15 lados e dobrando o número de lados 37 vezes, Ceulen obteve um valor para pi com 20 casas decimais.

Logo em seguida, usando um número de lados ainda maior, ele conseguiu uma aproximação com 35 casas decimais!

Tamanha deve ter sido a emoção de Van Ceulen que, na sua morte, sua esposa mandou gravar no túmulo o valor de pi com as 35 casas decimais.

Imagine como ele se sentiria se soubesse que no século XX computadores calculariam, em segundos, o valor de pi com 100, 1000, 10 000, milhões de casas decimais!

 

 

Pi = 3,14159265358979323846264338327950288419716939937510582097494459230781640628620899862803482534211706

79821480865132823066470938446095505822317253594081128481117450284102701938521105559644622948954930381964

428810975665933446128475682337867831652712019091456485669234603486104543266482...

Muitos dos símbolos matemáticos que usamos atualmente devemos ao matemático suíço Leonhard Euller (1707-1783).

Foi Euller quem, em 1737, tornou conhecido o símbolo para o número pi. Foi também nesta época que os matemáticos conseguiram demonstrar que é um número irracional.

 


Comentar

Seu Nome:
Seu E-mail:
Comentário:
   
 

Comentários

22/07/2014 - Taty Piccirillo - taynaravitoria2000@hotmail.com
estou no 8 ano sempre tive dificuldades em matemática agora com este site irei muito bem com a graça de Deus e mais um poquinho de esforço (y)

19/03/2014 - pedro victor - pedro-13victor@hotmail.com
muito bom ta de parabens aprende muito agora e so passar pra folha



15/02/2014 - Gabriel novis Neves - Saboianeves@uol.com.br
Estudei essa semana o número pi, e fiquei curioso sobre sua origem, pesquisei e achei esse site que explicou muito bem, está de parabéns por essa explicação quem a fez!

24/10/2013 - Rômulo Miranda - romulo.mirandinha@hotmail.com
nossa,muito bom. me ajudou a fazer um trabalho da minha escola.Cascavel Paraná. escola estadual jardim consolata. muito bom mesmo adorei !



23/09/2013 - Carol - melmeuanjinho@gmail.com
Gostei muito me ajudou bastante

19/09/2013 - Gabriela Alves Ghidorsi - gabrielaghidorsi@hotmail.com
Adorei ter conhecido um pouco mais sobre a matematica obrigada por transmitir esse conhecimento a todos nos ;alunos da escola unidade integrada dr.ruy carvalho.de estreito no maranhao.beijos.

04/09/2013 - ceiça farias - ceicahta2012@gmail.com
adorei ter conhecido um pouco mais sobre a matematica obrigada por transmitir esse conhecimento a todos nos ;alunos da escola unidade integrada dr.ruy carvalho.de estreito no maranhao.beijos.

19/06/2013 - Mazinha lopez - Mayaraegiovani@hotmail.com
Graças a deus encontrei um site bom para estudar :D

12/06/2013 - Tassia - tassia.biotecnologia@hotmail.com
Nossa!! Como é bom encontrarmos coisas boas e interessantes na internet. Obrigada pelo otimo site!!

02/06/2013 - Constança - constancabaptista@hotmail.com
Eu precisava deste documento para um trabalho de 5ºano e quando entrei neste site fiquei muito emocionada de como a história do ´pi´ é tão fantástica. Adorei a forma como o autor do artigo escreveu. Muitos parabéns... agora já sei como a o ´pi´é um número racional! Graças a este artigo fiz muito sucesso na escola! Obrigada por este excelente artigo!

09/08/2012 - Josianne Soares de Souza da Silveira - josi_nitz@hotmail.com
Estou fascinada com a bela história sobre Pi aqui descrita. Foi simples de entender porque Pi é um número irracional e foi emocionante saber como os matemáticos se dedicavam para encontrar o valor mais aproximado para esse número. Parabéns ao autor pelo artigo.

08/11/2011 - Eucélio - eucelio-theo@hotmail.com
Estou fascinado com tanta explicação sobre PI, tanto quanto com o número de casas decimais obtidas nos cálculos demonstrados

06/08/2011 - Mateus - mlmatav@hotmail.com
Muito obrigado pela imformação, hoje tenho 13 anos e precisava dessa imformação para uma pesquisa, valeu!



Abraços!!!

22/01/2011 - Edgar von Buettner - evbuettner@uol.com.br
Professor Amintas, muito obrigado por transmitir os seus valiosos conhecimentos! Aos 69 anos eu entendi o significado do númeroi Pi e porque a "quadratura do círculo" é impossível, graças a sua explicação simples e brilhantel! Só uma pequena correção: Euler se escreve com um só L. Como suíço alemão, tendo estudado em Sankt Gallen, tenho a obrigação de saber como se escreve o nome do matemático que passou a maior parte da sua vida sem São Petersburgo (Rússia) e Alemanha...rs Um grande abraço!



» Saiba mais

A História dos Números Negativos

A Origem dos Números Naturais

A Origem dos Números Concretos

A Origem do Grau

A Origem da Geometria

A Origem da Álgebra

A Origem dos Algarismos

A Origem das Equações do 1º Grau

História da Geometria Analítica

História dos Sistemas Lineares e Determinantes



Copyright © 2003/2010 Todos os direitos reservados - amintas@matematiques.com.br

Desenvolvido por Ronnan del Rey