» Curiosidades

Russo teria resolvido um dos mais antigos problemas da matemática



Um cientista russo avesso à publicidade e que vive praticamente em estado de reclusão poderá ter resolvido um dos mais antigos e obscuros problemas matemáticos, a Conjectura de Poincaré, que procura explicar a geometria do espaço tridimensional.

Há indicações crescentes, desde novembro de 2002, de que o matemático Grigori "Grisha" Perelman conseguiu resolver o problema centenário. Se tal hipótese se confirmar, o russo poderá ganhar um prêmio de US$ 1 milhão oferecido pelo Clay Mathematics Institute, de Cambridge (Massachusetts), fundado para identificar os sete mais difíceis problemas da matemática.

O trabalho de Perelman tem sido estudado por matemáticos em todo o mundo para verificar se contém o tipo de erro ou falhas que, no passado, derrubaram muitas outras supostas soluções do problema, apresentado pela primeira vez pelo matemático francês Henri Poincaré em 1904.

"É por acaso o mais famoso problema matemático ainda por resolver e já há bastante tempo", afirmou Bruce Kleiner, professor da Universidade do Michigan, nos EUA, que está a analisar o trabalho de Perelman.

Desde há uma década, quando o matemático Andrew Wiles resolveu o último Teorema de Fermat, o mundo da Matemática não se ocupa tanto com um problema. Mas os especialistas acreditam que poderão decidir em breve se Perelman resolveu ou não o problema.

Perelman

Perelman é pesquisador no Instituto Steklov de Matemática de São Petersburgo, ligado à Academia Russa. Os colegas descrevem-no como um homem brilhante, que fez os seus estudos de formação nos Estados Unidos e vive discretamente há sete anos na Rússia sem publicar trabalhos em revistas científicas.

No ano passado saiu da sua reclusão para dar conferências em várias universidades norte-americanas, mas não parece interessado em publicar o seu trabalho e não se referiu publicamente ao prêmio.

Em vez disso, colocou três artigos numa página da internet.

Poincaré

A Conjectura de Poincaré é um problema muito abstrato e de extrema complexidade, que só é realmente amado e compreendido pelos mais dotados gurus da matemática.

Poincaré abriu pistas para a compreensão dos espaços tridimensionais --do gênero, por exemplo, dos que um avião atravessa, contendo coordenadas norte-sul, leste-oeste e cima-abaixo.

O seu problema, ou conjectura, consiste em saber se os cálculos bidimensionais podem ser facilmente modificados para responder a questões semelhantes sobre espaços 3D que, na sua perspectiva, se caracterizam pela propriedade de serem conexos. A resposta que Poincaré deu foi claramente afirmativa, mas ele não a provou matematicamente.

A solução do problema poderá ajudar os cientistas a compreender melhor a forma do universo.


Comentar

Seu Nome:
Seu E-mail:
Comentário:
   
 

Comentários

13/07/2016 - PAULO ROGÉRIO PESSOA DO NASCIMENTO - paulo17paulo@hotmail.com
Fenomenal

02/10/2014 - rocha - rocha2593@yahoo.com.br
Esse é inteligentíssimo!!!!! Valeu!!!!

23/07/2011 - Marco Antonio Bregonci - bregonci@gmail.com
É lamentável insipiência do nosso ensino, especialmente no tocante à mediocridade reservada à matemática. Há uma deficiência histórica na formação de nossos alunos que se formam órfãos do conhecimento matemático. Poincaré, Gödel e Weil são astros de uma grandeza relevante o suficiente para merecerem pelo menos citações sobre sua história como forma de despertar o interesse no aluno pela paixão e desafio supremos que desencadeiam a Matemática.

25/03/2010 - gilvalberto - gilvalberto@hotmail.com
como podemos contestar a soluçao desse problema, se já se passam quase oito anos de analises em descoberta da solução do problema, e ate agora não foram encontrados erros!!!!! vamos dar onras a esse matemtico

24/03/2010 - jorge pinto de almeida - jorgepinto1904@hotmail.com
poderiam falar mais sobre essa noticia.



» Saiba mais

Alguns números irracionais

Método de multiplicação russo

Ela tem um QI altíssimo

Brasil se destaca olimpíada matemática

Laços de sapato

Doutorando em Matemática

A matemática e a música

Como assim?

Cálculo interessante

Medidas extremas



Copyright © 2003/2010 Todos os direitos reservados - amintas@matematiques.com.br

Desenvolvido por Ronnan del Rey